24 de julho de 2009

Amém



"Taganrog - Rússia, 11 de Outubro de 1942

Ontem à tarde durante a tomada de Taganrog, a cidade onde estamos, eu tive a inesperada prova de que Deus existe. Foi um milagre. Estávamos iniciando o ataque. Nosso pelotão avançando em formação aberta pelo campo quando, de repente, o capacete do tenente Dieter Müller voou para traz. Ele caiu segundos depois, já sem vida, evidenciando nossa desprivilegiada posição. Estávamos na mira de atiradores Russos. Em seguida também ouvimos disparos de metralhadoras pesadas nos flancos. Corremos todos em busca de cobertura. Abriguei-me contra uma pedra com dois companheiros, Jermaine e Ivo, mas eles também caíram. Tivemos muitas baixas... Ivo foi atingido na cabeça e caiu irreconhecível sobre o meu ombro jorrando sangue por toda parte. Entrei em pânico. Agachado. Inerte. Com os ouvidos doendo de ouvir o som infindável das balas ricocheteando na pedra a centímetros acima da minha cabeça. Foi quando o capelão Hans Kiefer veio na minha direção, correndo meio agachado, tentando se proteger das balas. Ele saltou perto de mim, entre os corpos de Ivo e Jermaine e gritou ordenando que eu parasse de rezar e pegasse minha arma para contra-atacar. Eu disse a ele que não podia. Enquanto recarregava a arma ele retrucou: “- Deus está do lado de quem vai vencer. Mecha-se!”. Não sei se foi o modo com que ele me disse aquilo ou se foi por minha fé, mas me recompus e comecei a atirar também. Depois dali fomos avançando aos poucos, tomando posições, e ao fim da tarde tínhamos dominado toda a cidade. Foi incrível, nós vencemos. Kiefer estava certo e termos vivido é a prova disso! Deus existe e está do nosso lado. Com ele vamos dar a vitória ao Reich!
Heil Hitler!”
.
.
.
Este conto se passa na Segunda Guerra Mundial, especificamente no fim do ano de 1942 quando as tropas Alemãs estavam invadindo a Rússia. Escolhi a data 11 de Outubro por que foi neste dia, após a tomada de Taganrov, que pela primeira vez na segunda grande guerra o mau tempo e as chuvas ajudaram a Rússia transformando as estradas locais em rios de lama que frearam o avanço alemão. O mau tempo não impediu que, mais tarde, as tropas alemãs retomassem a invasão adentrando o território Russo, mas ao fim de tudo, assim como aconteceu com as tropas de Napoleão, o exercito invasor sucumbiu ao frio, sendo derrotado pela feroz resistência Russa. Que bom, um mundo livre do racismo de Hitler.
.
Ainda assim, milhões de civis e, principalmente, soldados burros morreram em todos os lados da guerra... Vidas desperdiçadas por quê? Por quem? Por que eles não ficaram em casa com suas famílias? Por que ainda hoje o serviço militar é obrigatório? Morrer pela idéia de quem? Uma vida vale mais que uma idéia?
.
Usei a figura do capelão e a frase “Deus está do lado de quem vai vencer” de 'A Canção do Senhor da Guerra' da banda 'Legião Urbana' para contestar falar de duas coisas. Primeira; Sempre vejo soldados e traficantes(guerrilheiros) cariocas fazendo o sinal da cruz e citando o nome de Deus e de Jesus a toda hora. Pobre bom Jesus se visse isso. Segunda; A igreja católica apoiou as forças do Eixo na II Grande Guerra, mantendo a “boca” fechada permitindo que 6 milhões de pessoas indefesas fossem mortas pelos nazistas. Até onde eu saiba, graças a Deus, a última grande cagada da igreja católica.
Ah! É claro que nem todos os católicos/bons cristãos quiseram isso, assim como nem todos os alemães eram nazistas, mas o holocausto e muitas outras coisas aconteceram...
Na foto, o papa junto a Adolf Hitler:
Essa é uma das razões de eu ter fé sem me filiar à uma instituição religiosa. Partidos políticos e religiões - partidos religiosos -, podem ser corrompidos e/ou liderados por maus representantes. Sobretudo, ainda bem que a igreja católica conta hoje com líderes melhores. E digo isso falando principalmente do inesquecível João Paulo II. Um homem de fé adorado por todas civilizações e culturas por onde passou. Um padre que com sua pureza e carisma mostrou ao mundo que só há um Deus e que para a fé não há fronteiras.
.
Conselho/opinião de hoje: "Encontre um "bom Deus do bem" para você e certifique-se de não estar levantando uma bandeira enganosa. Há cada vez mais delas por aí."
.
"Glória a Deus nas alturas e paz aos homens de boa vontade!"
Essa frase é linda, mas não sei o quê acontece com os homens de má vontade... Ficam soltos e roubam e matam os de boa vontade!? Pelo jeito sim. Ainda bem que nós vamos para o céu! Nós vamos? O céu não é aqui!? Com nossa consciência tranquila para aproveitar a vida que, por si só, já é bela como 10 céus.

3 comentários:

  1. Quem era esse "santo padre"?
    Autoridades sempre tiram foto juntas umas das outras mas isso não quer dizer que sejam do mesmo pensamento e tenham o mesmo ideal.

    ResponderExcluir
  2. Eu concordo com você, autoridades tiram fotos juntas... Mesmo em situações críticas como a em questão, há a necessidade de diplomacia e respeito.
    Sobre o "Santo padre" na foto, há um livro chamado 'O Papa de Hitler' (Hitler’s pope - The secret history of Pio XII) que fala mais sobre o papa que aparece ali.
    Também tem o "GERMAN MILITARY CHAPLAINS IN WORLD WAR II - Schiffer Military History Book" que fala da história dos capelães católicos a serviço do Terceiro Reich.
    Eu não sou o quê a igreja católica chama de "herege" por acaso. E também não sinto prazer nisso.
    Enfim, espero ter respondido a sua pergunta.
    “Dio è Con Noi!”

    ResponderExcluir

Você pode comentar na modalidade "anônimo", sem precisar LOGAR em nenhuma conta.
Sua opinião e crítica são fundamentais; obrigado por comentar!