29 de outubro de 2015

PROMOÇÃO: Concorra a uma ilustração da(o) sua(seu) personagem favorita(o) de RPG!





COMO PARTICIPAR? 
Você comenta esta postagem com uma detalhada descrição do(a) seu(sua) personagem de RPG favorito e fica concorrendo a um desenho dele. Quanto à escolha, não há sorteio! Eu faço uma lista com todas descrições e tento desenhar os personagens que mais me chamam atenção. Portanto, capriche nos detalhes e faça a sua descrição o mais completa e clara possível! Se preferir você não precisa fazer login para comentar, pode ser em 'Modo Anônimo', mas não esqueça de deixar um e-mail para contato no corpo do texto, para o caso de você ser contemplado! É simples! Você vai se divertir relembrando e descrevendo o seu personagem! Não esqueça de deixar um e-mail para contato!

Esta promoção obedece leis de direitos autorais. Se você for contemplado me comprometo em lhe enviar por e-mail, gratuitamente, apenas uma CÓPIA DIGITAL da ilustração. Esta não poderá ser alterada, vendida ou UTILIZADA COMERCIALMENTE por você, de maneira alguma, sob pena de violação de direitos autorais. A divulgação do desenho sem objetivo comercial será permitida, obviamente, mas agradeço se você colocar os créditos para ajudar na divulgação do meu trabalho. Ao participar da promoção - postando um comentário com a descrição de um personagem - você está automaticamente CONCORDANDO que leu e que concorda com os termos deste comunicado. Os direitos autorais, morais e de propriedade das ilustrações são intransferivelmente de seus autores. Obrigado a todos que confiaram e já participaram até agora! 

QUEM É ESSE PERSONAGEM? 
Este é o primeiro desenho da promoção que faço sem ajuda de softwares de edição de imagem. Utilizei lápis dermatográficos. O retratado é o personagem do Luiz Gustavo K. e se trata de um clérigo anão de D&D, que cultua um deus inventado para esta campanha. Sua teologia se assemelha à filosofia dos "pré-socráticos", uma vez que ele se preocupa com os elementos primordiais do universo e acredita que tudo no mundo veio da areia, do pó, e que a este estado elemental tudo voltará. Ele acredita tanto nisso que não toma banho para ficar mais "próximo" deste elemento. Segundo a descrição do Luiz a aparência dele é a seguinte: 

Ele tem a pele bem branca, mas está sempre com um tom acinzentado encardido da poeira. Unhas pretas de sujeira. Seu cabelo é comprido e loiro, bem como a barba. Ambos são completamente emaranhados e repletos de pó... Imagino uma barba super crespa, quase como se tornando uma coisa só.

Ele tem 1,40m, uma altura média para um anão. Não chega ser magro, mas é atarracado, pesando 80 Kg e não sendo tão musculoso ou gordo quanto a maioria dos outros anões... Ele usa roupas simples durante as pregações e apenas quando se movimenta pelos salões dos anões se arma e veste a armadura. Não usa muitos ornamentos. Carrega apenas um amuleto de pedra com uma montanha entalhada, e quando realiza ritos funerários se pinta com carvão. Usa uma algibeira parecida com uma pochete, onde carrega a areia sagrada que utiliza como ingrediente/focus para fazer suas magias divinas. Peculiarmente, seu costume de andar descalço fez com que tivesse uma casca grossa debaixo dos pés, a ponto de se sentir desconfortável com sandálias e preferir não calçar nada. 

Sua arma principal é um machado de guerra anão. Carrega também um maça estrela de uma mão e uma besta pesada como armas secundárias. Apesar de não ter participado de muitas batalhas, sua armadura é uma loriga segmentada já bastante arranhada e amassada, pois herdou-a de um morto em combate. Seu escudo, também de metal comum, já não é completamente regular. 

Apesar da aparência "suja", ele fala muito bem e é bom em cativar as pessoas.

29 de julho de 2015

"Os velhos e o mar..."

"Não devia haver nem sequer uma só pulga ou piolho ainda vivos nas barbas da tripulação daquele navio. Tudo que ainda respirava parecia tratar de morrer afogado; até mesmo as ratasanas jogavam-se ao mar para nadar e sumir.
Já era o terceiro dia de chuvas pesadas e tempestade sem fim... O som incessante das trovoadas ensurdecedoras se sobrepunha e os raios eram de um branco tão claro que suas ramificações iluminavam o mar revolto por quilômetros...
Foi só então que o velho Olsen, último sobrevivente, percebeu que poderia ser tudo um castigo pelo roubo das relíquias cristãs na pilhagem dos monastérios irlandeses: - Se o deus cristão é um deus único, um deus de tudo, então também domina e pode acalmar o mar! - Pensou. - E se ele deixou os mortais matarem seu filho por perdão, talvez me perdoe se jogar o baú com todo ouro e prata roubados ao mar. O deus da culpa e do arrependimento ficará orgulhoso disso - concluiu ele. E assim tomou finalmente a coragem para largar o beiral e tentar caminhar pelo convés, mas antes que alcançasse o baú com os tesouros - por maldição ou não - o navio deu um solavanco em uma grande onda e ele foi lançado ao mar para jamais ser visto novamente!"

18 de julho de 2015

More than just orcs... Fat fucking giant beastly orcs!

"One does not simply walk into Mordor. Its black gates are guarded by more than just orcs. There is evil there that does not sleep. The great eye is ever watchful. It is a barren wasteland, riddled with fire, ash and dust. The very air you breathe is poisonous fume."
Boromir

6 de junho de 2015

Meritocracia...



Meritocracia (do latim meritum, "mérito" e do sufixo grego antigo κρατία (-cracía), "poder") é um sistema de gestão que considera o mérito, como aptidão, a razão principal para se atingir posição de topo. Nesse sistema, as posições hierárquicas são conquistadas, em tese, com base no merecimento.

O sistema não é ruim, por si só, se for aplicado levando em conta o princípio de igualdade de oportunidades, mas aí está sua problemática. Como aplicar um modelo desse tipo em uma sociedade extremamente desigual como a nossa, sem penalizar ou privilegiar ninguém? Este é um sistema perfeito como muitos falam por aí? Existem estratégias possíveis para se contornar esse problema?

Fica a tirinha para ironizar a situação. A polícia da meritocracia não cessa.

Vamos rindo, para não chorar, mas pensando em uma solução!

22 de janeiro de 2015

Promoção: Concorra a uma ilustração do(a) seu(sua) personagem favorita de RPG! - Zehnsucht the Necromancer

COMO PARTICIPAR?
Você comenta esta postagem com uma detalhada descrição do(a) seu(sua) personagem de RPG favorito e fica concorrendo a um desenho dele. Quanto à escolha, não há sorteio! Eu faço uma lista com todas descrições e tento desenhar os personagens que mais me chamam atenção. Portanto, capriche nos detalhes e faça a sua descrição o mais completa e clara possível! Se preferir você não precisa fazer login para comentar, pode ser em 'Modo Anônimo', mas não esqueça de deixar um e-mail para contato no corpo do texto, para o caso de você ser contemplado! É simples! Você vai se divertir relembrando e descrevendo o seu personagem! Não esqueça de deixar um e-mail para contato!

Esta promoção obedece leis de direitos autorais. Se você for contemplado me comprometo em lhe enviar por e-mail, gratuitamente, apenas uma CÓPIA DIGITAL da ilustração. Esta não poderá ser alterada, vendida ou UTILIZADA COMERCIALMENTE por você, de maneira alguma, sob pena de violação de direitos autorais. A divulgação do desenho sem objetivo comercial será permitida, obviamente, mas agradeço se você colocar os créditos para ajudar na divulgação do meu trabalho. Ao participar da promoção - postando um comentário com a descrição de um personagem - você está automaticamente CONCORDANDO que leu e que concorda com os termos deste comunicado. Os direitos autorais, morais e de propriedade das ilustrações são intransferivelmente de seus autores. Obrigado a todos que confiaram e já participaram até agora!

QUEM É ESSE(A) PERSONAGEM?
O personagem de hoje é do Wexlei. Segundo ele, "Zehnsucht é um mago necromante, magro, ligeiramente mais alto que a média, [que] usa uma capa roxa, velha, com o capuz sempre em uso. Tem o rosto vincado dadas as circunstâncias em que ele viveu. Queixo fino e pontudo, maçãs do rosto pontiagudas e um sorriso malicioso de canto de boca. Não usa barba nem bigode. Usa um cajado estranho, com uma mão esquelética segurando uma gema, ele segura o cajado com as duas mãos, quase como se estivesse se apoiando nele."
O Wexlei descreveu esse personagem aqui na promoção há quase 2 anos, mas saiu! Pelo menos um rascunho pintado a lápis, com sfumato. Valeu Wexlei! Lembrei do teu personagem ouvindo Sehnsucht, do RAMMSTEIN, durante uma viagem. Quando cheguei no destino, peguei um papel e um lápis e pelo menos rabisquei ele rapidão. Espero que tenha gostado, mas deixa teu feedback nos comentários! Valeu pela participação!
Abraço!