24 de outubro de 2008

Khorugh

"Ao passar por tal lugar às margens do rio Kaùnas, Lübeck, um anão comerciante de gemas que havia passado por ali fazia apenas quatro anos, viu-se espantado com a velocidade com que o lugar "surgiu" e se transformou em uma pequena cidade. O povoado se chamava Khorugh, o mesmo nome da floresta negra, imensa e desconhecida, que havia na outra margem do rio.
O anão estava tão surpreso quanto contente pois, ao contrário da última vez em que passára por ali, dispunha agora da oportunidade de descansar em um lugar confortável e seguro.
Com isso, mercadores se lançavam cada vez com mais frequência e menos medo pela antiga rota comercial, contando com o jovem entreposto. Sem dúvida a existência de Khorugh facilitava agora, e muito, a vida dos comerciantes, mas não impedia que restos de fogueiras suspeitas ainda fossem encontrados pelo caminho. Uma boa noite de sono e uma refeição decente não garantiam segurança alguma quanto às áreas mais isoladas da rota.
No dia seguinte, seguindo seu caminho para vender suas gemas em Palana, cidade para a qual se dirigia, refletia o anão:
-Será essa cidade pura comodidade ou apenas um grande atrativo para os que logo espreitarão pelo caminho!?... Logo este pobre povo precisará de tropas..."

4 comentários:

  1. cara muito afude
    otimos desenhos veio

    ResponderExcluir
  2. pow muito massa,pow tu te cria muito tiarles,abraço

    ResponderExcluir
  3. Loco... muito bom esse aqui!!
    Sensacional!

    O Scott Macloud disse que passa 2 semanas fazendo panoramicas como essa, experimenta gastar esse mesmo tempo num mesmo desenho, tipo esse, e tu vai te surpreender.

    Abraço, boas férias!

    ResponderExcluir

Você pode comentar na modalidade "anônimo", sem precisar LOGAR em nenhuma conta.
Sua opinião e crítica são fundamentais; obrigado por comentar!